sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Sensualidade e desejo

Ela é de uma perfeição suave. Sua beleza não é agressiva, intimidadora. Pelo contrário, é uma beleza que atrai, encanta, hipnotiza. Encanto, ternura. São palavras que descrevem o tipo de beleza que ela tem. Mas não bastam. Pois sua beleza, ainda que suave, é profunda, enigmática, indescritível, indefinível. Não é exótica, mas é única. Parece simples, mas deixa o admirador estupefato.

Sua beleza calma nem de longe lembra a das esculturas gregas. Sim, não é uma beleza gritante. Mas não, não é uma beleza fria. Embora cause admiração, a ponto de roubar as palavras de quem a vê, nem por isso é abstrata, mas tocante, cativante, atraente. Olhar para ela é deseja-la. Contemplar seu rosto leva a querer tocar em seu cabelo, acariciar seu rosto, beijar seus lábios. Ainda que de início suavemente, porém tudo nela sugere que depois de tocá-la, qualquer tentativa de controle é vã.

Seus seios, magníficos par de seios, lindos e perfeitos, parecem ter sido modelados por um gênio das artes. Forma, cor, tamanho, tudo é exato e preciso. As mãos privilegiadas que os tocam, os lábios sortudos que os sugam são prova de que não é uma beleza estática, mas são feitos para provocar um prazer dinâmico, intenso e furioso. Pode-se começar com lambidelas, mas logo se quererá apertá-los com força e sugá-los o que der para dentro da boca.

A síntese da perfeição de seu corpo são as curvas. Não que não haja proporcionalidade. Não que a simetria não se destaque. Mas suas curvas são sensacionais. Enquanto muitos admiram a beleza reta de modelos e atrizes, eu fico absorto em suas linhas curvas. Nota-se isso em seus seios. A curvatura de suas costas é impressionante e no conjunto com seu bumbum, parece que foram projetadas para fazer amor por trás! Sim, não é possível olhar suas curvas sem pensar em sexo, pois provocam um desejo só suplantado pelo prazer que proporcionam.

E falando em prazer, tenho que mencionar o ponto para onde converge toda sua beleza e de onde irradia o maior prazer: sua buceta. É uma pequena grande buceta. Parece uma frutinha, escondida sob tufos de pelinhos, que sinalizam que ali há um tesouro. É linda, cheirosa, quente, úmida, deliciosa. Deslumbra pela beleza que tem, atrai pelo desejo que provoca, aprisiona pelo prazer que oferece. Beijá-la, percorrê-la com a língua, tocar os dedos, sugar com vontade, esfregar a barba, meter o cacete, encher de leite, são algumas das coisas que quando feitas em sua xaninha, torna qualquer outro prazer insípido.

No conjunto, ela tem uma beleza cândida, sem provocação intencional. Mas é só olhar para ela, para ser tomado por um desejo avassalador. E se o desejo se realizar em seu corpo, então nunca mais irá conhecer prazer sequer parecido.

Um comentário:

  1. Porque continuam assim a viver separados?
    Sente-se o amor q há entre vocês.

    ResponderExcluir

Categories

TAGS

Featured Video

Contador visitas